Make your own free website on Tripod.com

CICLISMO DO BENFICA

ACTUALIDADES
História da bicicleta
Maiores Ciclistas de Sempre
Vencedores da Volta a Portugal
História do Ciclismo no Benfica
Ciclismo em Portugal
Fernando Mendes

ball.gif

 
18/06/2007 
Ciclismo: Benfica no VIII G.P. Internacional CTT Correios
José Azevedo recompensa equipa com vitória na última etapa

O Benfica encerrou a sua participação no VIII G.P. Internacional CTT Correios, com a vitória do seu chefe-de-fila, José Azevedo, na última etapa, vitória que ele dedicou a todos os benfiquistas e em particular aos seus colegas de equipa, como fez questão de sublinhar.

A rematar uma etapa muito movimentada, em que Bruno Castanheira, integrado numa fuga com mais três adversários, durante a qual foi segundo classificado numa meta volante e em duas contagens de montanha de 3ª categoria, José Azevedo lançou-se em perseguição aos fugitivos na companhia de dois corredores do Maia, um dos quais, Pedro Cardoso veio a sagrar-se vencedor da prova, ao bater, aos pontos, o camisola amarela André Vital (Madeinox) com o qual terminou empatado em tempo.

Durante essa operação, de bem sucedido ataque, o líder benfiquista ainda arrecadou um 3º lugar numa contagem de montanha e um 2º numa meta volante, que lhe renderam alguns segundos de bonificação, permitindo-lhe terminar em 12º lugar na classificação geral, a 39 segundos do vencedor, e em 5º lugar na regularidade.

Os restantes ciclistas do Benfica terminaram a prova nas seguintes posições: 39º Rui Lavarinhas, a 20m 34s; 43º Danail Petrov, a 22m 50s; 44º Bruno Castanheira, a 22m 50s; 54º Pedro Lopes, a 29m 21s; 57º Mikel Pradera, a 29m 24s; 71º José Pecharroman, a 31m 08s; 85º Hélder Miranda, a 35m 44s.

Por equipas o Benfica terminou em 7º lugar, a 30m 33s do vencedor, LA-Maia.

ANTES
 
 
BENFICA GANHOU
NO LUXEMBURGO

 
Do jornal PÚBLICO:
 
José Azevedo fica no sexto posto

Ciclismo: Benfica vence colectivamente Volta ao Luxemburgo
10.06.2007

O Benfica conquistou hoje a classificação colectiva da Volta ao Luxemburgo, com José Azevedo, no sexto posto, a ser o melhor dos "encarnados", numa prova ganha pelo ciclista suíço Grégory Rast (Astana), vencedor da quarta e última etapa.

Com um segundo de atraso à entrada para a derradeira tirada, que ligou Mersch a Luxemburgo (149,5 quilómetros), o campeão helvético impôs-se num sprint muito apertado ao búlgaro Danail Petrov, do Benfica, somando dez preciosos segundos de bonificação, que lhe garantiram a vitória na prova.

O anterior líder, o francês Laurent Brochard (Boygues Telecom), caiu para a segunda posição, a dez segundos de Rast, cabendo ao italiano Tiziano Dal'Antonia (Panaria) fechar o pódio, a 15 segundos do vencedor.

José Azevedo terminou a tirada na 13ª posição, a cinco segundos de Rast, mantendo o sexto posto na geral, a 29 segundos, menos dois que Danail Petrov, que, no oitavo posto, foi o segundo melhor dos "encarnados".

O português Rui Lavarinhas terminou a prova na 18ª posição, a 56 segundos, dez postos acima do espanhol Mikel Pradera (a 3.00 minutos), sendo que José Pecharroman (10.53), Pedro Lopes (13.59), Javier Benitez (14.33) e Rui Costa (26.34) terminaram a mais de uma dezena de minutos do vencedor.

Segundo o director-desportivo do Benfica, Orlando Rodrigues, a equipa portuguesa atacou na última volta ao circuito "para endurecer a corrida e fraccionar o pelotão".

"Por último, o Azevedo arrancou com o Danail e foi preciso analisar o photo-finish para apurar a vitória do suíço. Estivemos, pois, a milímetros da vitória que procurámos todos os dias pelas estradas luxemburguesas".

O antigo ciclista referiu ainda que "de qualquer maneira, o balanço foi francamente positivo, não só pela vitória por equipas", mas porque o Benfica colocou "três homens nos 20 primeiros lugares, a segundos do vencedor final".José Azevedo fica no sexto posto

.

EDITORIAL
 
Nós que gostamos de ciclismo, pensamos que há poucas notícias ao dispor do público sobre o CICLISMO DO BENFICA.
Assim, vamos aos poucos copiar notícias publicadas por aí e publicá-las aqui.
E vamos também procurar fazer história: lembrar Peixoto Alves, Francisco Valadas, Fernando Mendes, Dinis Silva, David Plaza e tantos outros que ajudaram a espalhar o Benfica em cima de uma biclicleta pelo mundo fora.
Por não termos grandes meios vamos fazendo esse trabalho devagarinho  com a ideia de que poderemos ser úteis.
Aliás, já que aqui estamos, dedicar-nos-emos também ao ciclismo em geral e à sua história.
Sem prometermos muito, que o  tempo é pouco.
 
  • António Gonçalves
  • Amigos

biker.gif

organizado por
Casa do Benfica em Palmela
(desde 16 de Junho de 2007)